• Home
  • Cardápio Semanal
  • Vídeos
  • Coleções de Receitas
  • Blog
  • Revistas e Livros
  • Política de Nutrição
  • Produtos
  • Descubra novos sabores!

    Encontre mais de 3 mil receitas, testadas e aprovadas por especialistas

    BLOG ALÉM DA CULINÁRIA

    Receitas com vinho: traga essa tendência para a sua cozinha

    • A- Diminuir
    • A+ Aumentar
    • A Tamanho Original

    Um bom vinho é um ótimo acompanhamento para uma refeição deliciosa - mas você sabia que ele também pode fazer parte das receitas, fornecendo aromas e sabores muito especiais? Tendência que vem de muito tempo, a utilização do vinho no preparo da comida deixou de ser algo exclusivo dos grandes restaurantes e já faz parte da cozinha do dia a dia. Confira mais sobre essa bebida, como ela pode ser utilizada na culinária e veja, ainda, dicas de saborosas receitas com vinho!

    A história do vinho e seus tipos

    O vinho é quase tão antigo quanto a humanidade em si - os primeiros registros de uvas cultivadas datam de até 7000 a.C.! Já a primeira adega propriamente dita de que se tem registro foi fundada em 3700 a.C. e ficava localizada onde hoje é Israel.

    De lá para cá, o processo de produção do vinho passou por muitas mudanças e aprimoramentos. Existem diferentes formas de classificar essa bebida com base em uma ou mais características, como: coloração, teor de açúcar, quantidade de gás carbônico, graduação alcoólica, região e clima onde é feito, tipos de uvas utilizadas, número de garrafas produzidas por safra, entre outras. Essas características influenciam diretamente na qualidade do vinho e no preço que é comercializado.

    Quanto à cor, um vinho pode ser classificado como tinto (devido ao pigmento na casca das uvas escuras), branco (feito com uvas brancas ou somente com a polpa de uvas escuras) ou rosé (produzido com uvas pretas, cuja casca não libera muitos pigmentos). Já a quantidade de açúcar do vinho é o que vai categorizá-lo entre suave (mais de 50g de açúcar por litro), meioseco (até 50g por litro) ou seco (menos de 5g por litro).

    Com toda essa diversidade, não é à toa que a bebida se espalhou pelo mundo como uma das mais populares, versáteis e saborosas que existem. E tamanho sucesso fez com que o vinho fosse adotado também na culinária, não apenas acompanhando as receitas, mas servindo como ingrediente!

    Quais tipos de vinhos devo usar para cozinhar?

    Desde os antigos romanos, o vinho tem sido usado na marinada - aplicação que é provavelmente a mais popular até hoje, pois ajuda a deixar a carne mais saborosa e macia.

    Embora não existam vinhos específicos para se utilizar na cozinha - e, por outro lado, nem aqueles que sejam “proibidos” -, algumas recomendações e dicas podem ajudar a evitar erros e extrair os benefícios que a bebida pode agregar aos pratos.

    A primeira recomendação é nunca cozinhar com um vinho que você não gostaria de beber. Ou seja, nada de vinhos de baixa qualidade ou em condições impróprias para o consumo.

    Também é muito importante ter cuidado com o armazenamento da bebida: manter a garrafa deitada, em um local com umidade, fresco e abrigado de iluminação quando fechada; e, após aberta, manter na geladeira por até dois dias, com a rolha ou bem vedada. Além disso, é importante sempre respeitar o prazo de validade (vinhos tintos geralmente podem ser armazenados por 4 a 5 anos, os brancos por 2 anos, e os rosé por até 1 ano).

    Confira algumas dicas que vão lhe ajudar na hora de escolher o melhor vinho para o seu prato:

    Na dúvida, escolha o vinho branco seco, pois ele não tinge as receitas de roxo e é o mais versátil - pode ser utilizado desde em cozimentos até para deglacear (remover e aproveitar o sabor dos resíduos de fritura e gordura que ficam no fundo da panela).
    O vinho tinto seco é o mais indicado para reduções (como fazer molhos), já os tintos suaves são ótimos para marinar e temperar.
    Dê preferência para os vinhos mais frutados e deixe de lado aqueles com notas de carvalho e especiarias.
    Ao cozinhar com vinho, é fundamental usar a quantidade indicada na receita e respeitar o tempo de preparo - assim o prato não fica com resíduo de álcool ou com pouco sabor do vinho.

    Por que cozinhar com vinho?

    Porque o vinho garante que a comida fique com sabores mais intensos, já que a bebida realça o sabor de alguns ingredientes. Além disso, claro, ele também adiciona o seu próprio sabor.

    Isso porque quando o álcool da bebida evapora, restam somente os sabores e os aromas do vinho, especialmente de frutas. Combinado com os outros ingredientes, ele deixa a receita ainda mais rica e deliciosa. Além de tornar os pratos mais apetitosos, cozinhar com vinho também dá um ar de sofisticação e requinte às suas receitas. 

    Dicas de receitas

    São tantas vantagens e formas de usar o vinho para cozinhar, que eu aposto que você está morrendo de vontade de ir correndo até a cozinha e preparar alguma delícia, né? Antes confira essas três dicas selecionadas. Bom apetite!

    Alcatra Incrementada - Preparada com uma xícara (chá) de vinho tinto seco, essa receita é uma ótima opção de prato principal para quem quer arrasar naquele almoço especial servindo uma carne macia e muito saborosa. Deu água na boca? Então, clique aqui e confira a receita completa!


    Badejo ao Vinho - Quem disse que vinhos combinam apenas com carne vermelha? Essa receita de Badejo ao Vinho prova exatamente o contrário. Ela leva meia xícara (chá) de vinho branco seco, rende quatro porções e fica pronta em apenas uma hora. Sabor e praticidade em um prato refinado - o passo a passo de como preparar você confere clicando aqui!


    Arroz com Frutas Secas e Vinho Branco - Falando em receitas práticas e refinadas, o Arroz com Frutas Secas e Vinho Branco é o acompanhamento perfeito para quem quer surpreender da forma mais positiva possível. A receita rende seis porções e é bem fácil de fazer. Duvida? Então, clique aqui e aprenda a preparar essa delícia!

    Bruna Fichmann

    Especialista em Alimentos

    Comentários

    0 Comentários

    Faça o login para comentar

    VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR

    Veja mais